sexta-feira, 21 de outubro de 2011
Muita gente pode pensar que as empresas apóiam campanha como o Outubro Rosa por puro marketing. Mas se não fosse estas empresas este “rosa” não chegaria tão rápido ao seu objetivo: disseminar a importância de fazer a mamografia como prevenção ao câncer de mama.
Esse movimento começou nos Estados Unidos, onde aconteciam várias ações isoladas na prevenção do câncer de mama e campanhas para realização da mamografia no mês de outubro. Depois o Congresso Americano oficializou a campanha nacional de prevenção do câncer de mama, no mês de Outubro.
Quanto ao laço cor de rosa, foi criado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e entregue aos participantes da primeira Corrida pela Cura, em 1990 em Nova York, a qual continua sendo realizada anualmente nesta cidade.
Além da distribuição dos laços cor de rosa, surgiu à ação de iluminar de rosa prédios públicos, pontes, museus, monumentos, etc. Não há informação oficial de como, quando e onde foi realizada a primeira iluminação. O que importa é que foi para chamar a atenção da população e que pudesse ser feita em qualquer lugar, bastando apenas adequar à iluminação já existente.
O Movimento do Outubro Rosa se popularizou globalmente de forma singela, bonita e feminina, fato que motivou e uniu diversos povos em torno de uma causa tão importante para prevenção da saúde das mulheres. A iluminação em rosa, a distribuição e uso do laço cor de rosa, tornou-se uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo.
No mundo todo podemos ver o que as empresas estão fazendo e colorindo. São laços, uniformes, camisetas, luzes, cursos para funcionários, tudo por uma boa causa.
No mundo todo os monumentos também se enchem de luz.


Empresa pequenas ou grandes...Tudo Rosa.



Vitrines

Em Londrina

Museu de Londrina

Antena da Unopar Virtual

Concha Acústica

Fonte na Madre Leonia Milito

Que seja para fazer propaganda, que seja para se conscientizar, que seja por responsabilidade social, mas que seja Rosa no Outubro Rosa.

Texto com colaboração de Hertha Neves - www.hneves.com.br
Natasha Bacchi - Consultora de marketing e Vendas

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Já pensou nisso? Já perguntou ao seu cliente?
Com a concorrência grande e competitiva no mercado, com empresas iguais, que têm pessoas iguais,  produtos iguais...prestar atenção nesta pergunta pode fazer toda a diferença.
Uma pesquisa simples com o cliente pode lhe trazer muitas respostas e idéias de como se comunicar, o que melhorar e como agir.
Ouça o cliente, preste atenção no que ele diz, age e faz. Afinal ele é o patrimonio da sua empresa.

Natasha Bacchi - Especialista em Marketing e Vendas.
domingo, 2 de outubro de 2011
Pesquisas apontam que os clientes estão dispostos a pagar até 30% mais quando a experiência da compra é diferenciada. Quando os clientes têm a percepção que o produto é comum (commodity) que encontra em qualquer lugar, ele está disposto a pagar menos. Caso contrário, se ele percebe benefícios diferenciados, individualização, valor agregado e no encantamento no momento da compra, ou seja, se a experiência de compra é diferenciada, ele estará disposto a gastar mais.
Pense quanto maior a minha diferença de preço em relação ao concorrente, mais benéficos os clientes precisam perceber, seja no produto, mo ambiente, na exclusividade, na atenção e principalmente no relacionamento com as pessoas.
Podemos nos diferenciar através de:
Produto: embalagens diferenciadas (inclusive de presente), opções de tamanho e cores, praticidade, qualidade.
 
Produto Tradicional


Produto agregado com Marca e Diferenciais

Empresa: Atendimento, agilidade, qualidade, variedade de serviços, espaço físico (ambiente adequado) e marca (própria ou parceira).



Exposição de Produto e Layout adequado que valoriza o produto

Pessoas: capacitação em produtos e técnico, apresentação visual, forma de falar e se expressar, resolver problemas.

Capacitação técinica - forma de apresentação do produto.

Gentileza, agradecimento - fidelizar.
O sentido de valorizar o que você faz e fidelixar o cliente, depende muito de como os benéficos são aproveitados e apresentados aos clientes e principalmente entender, observar, ouvir, descobrir, captar as necessidades e traduzi-las em produtos e serviços.

A venda de valor é a arte de ser especialistas em clientes.

Natasha Bacchi - Especialista em Marketing e Vendas

Perfil

Minha foto
Natasha Bacchi
Especialista em Marketing Pessoal, CRM (Gestão do relacionamento com o cliente), excelência em atendimento e vendas.
Visualizar meu perfil completo

Compartilhe

Seguidores